Uso de microgrids para substituir as tradicionais UPS nos data centers

Os ataques cibernéticos, a complexidade do sistema elétrico e uso cada vez maior de energia intermitente (eólica e fotovoltaica) aumentam os riscos de blackout de energia nos sistemas integrados de transmissão e distribuição de energia. No caso brasileiro a situação se agrava com a obsolescência dos ativos e falta de investimentos no setor elétrico. O presidente da CPFL, comentou recentemente que as distribuidoras enfrentam desafios nos indicadores de qualidade e financeiros e que, ao invés de aguardar a completa deterioração dos ativos seria interessante mudar a regulamentação das concessões para permitir a consolidação das concessionárias de distribuição. Este fato por si só é um alerta para desenvolver soluções independentes e robustas para garantir energia de qualidade para os data centers e outras instalações de missão crítica, como hospitais. Continue lendo “Uso de microgrids para substituir as tradicionais UPS nos data centers”

Dropbox criou seu próprio Data Center para ter mais controle das operações

O serviço de armazenamento de dados Dropbox está saindo da AWS (Amazon Web Services) para seu próprio Data Center sob o argumento que terá mais controle sobre suas operações. Nessa mudança desenvolveu seus próprios servidores com características especificas para o seu negócio, seguindo o exemplo da Amazon, Facebook e Google. O Dropbox explicou que ainda não existe software aberto para trabalhar na escala de Exabyte e tiveram que desenvolver sua própria solução, incluindo ter domínio de todas as APIs. O valor do investimento é estimado em US$500 milhões. Esse é um tipo de negócio atingiu uma escala que as soluções de prateleira não atendem e uma das opções é construir sua própria solução, fato que não acontece com a grande maioria das empresas que podem utilizar soluções já disponíveis em Cloud Computing, incluindo continuar a usar o Dropbox com mais segurança.

CenturyLink usa energia hídrica no seu novo data center em Washington

 CenturyLink anunciou a abertura de um novo data center em Washington, adicionando usando energia hídrica. O novo data center oferece baixo custo para empresas globais e “alta resiliência e localização geográfica” sendo ideal para soluções de recuperação de desastres e nuvem.
O data center, localizado em Moses Lake, Washington, terá 30 megawatts de carga , iniciando com 8 megawatts. O compromisso da CenturyLink é com a sustentabilidade ambiental. A energia é fornecida, em parte, por hidro geradores movidos pelo rio Columbia nas proximidades. O clima de Washington a central também permite o uso significativo de refrigeração sem o uso de ar condicionado, reduzindo PUE do data center.
O data center de Washington oferece serviços de rede de dados e inclui acesso à nuvem, colocation e serviços gerenciados disponíveis através do data center global da CenturyLink. O site também tem uma avaliação sísmica de 2B, a classificação mais baixa no oeste dos Estados Unidos, tornandoo um local chave para soluções de recuperação de desastres.